News

News Team Building eventos e geral

News Team Building eventos e geral

OPERATION MINDFALL - Escape Room Outdoor/Indoor

Team Building: Operation Mindfall

6nirYHoQ g1toDeAQ mindfall5 P5E-nZZA TIHt7Y5w var_family WTK6yU9w-1 Zkch0klw

ESCAPE ROOM OUTDOOR e INDOOR

Caça ao tesouro + Gps Tracking + Escape Room Atmosfera

Um sem barreiras, a cenografia da cidade o do espaço do evento e sem qualquer limite para a sua fantasia ... sem espaços claustrofóbico, série infinita de cadeados para abrir ou interrupções durante o jogo. Temos o prazer de apresentar a primeira sala de escape game ao ar livre do mundo, onde você vai se sentir como se estivesse jogando em um filme com a cenografia da Cidade ou do lugar do evento. Desde 2 até 400 pessoas. 

Visitar Lisboa, Sintra, Porto o qualquer outra cidade com ajuda de um jogo muito divertido e inovador. Precisa organizar a tua  dentro de una sala de reunião de um Hotel o em qualquer espaço para eventos? A Operation Mindfall se transforma de jogo Outdoor em Indoor. Desde uma hora até três hora de tempo.

VIDEO DEMO TEAM BUILDING

Operation Mindfall Geral

Operation Mindfall Story

 

 

QuizTeam - Animação jogo a quiz de perguntas

Durante jantar de empresa, formação para empresas, incentivo, reuniões e congressos

Quem não adora o “Quem quer ser milionário”?

O sucesso da versão original (britânica) foi tal que desde 1998 já foi adaptado para 110 países!

Posteriormente foi criado o jogo para Playstation: “BUZZ! – o grande Quiz” que reuniu milhões de famílias e grupos de amigos em serões altamente animados e também muito competitivos!

Imagine agora esta mistura de interação, competição e muita diversão entre todos os convidados do seu evento, seja num restaurante, numa quinta... ou num navio!

Como funciona?

O Jogo TEAMQUIZ permite a participação de equipas, através de comandos wireless, mostrando perguntas e 2/3/4/5/6 possibilidades de respostas num layout claro, dinâmico e legível em LCD ou em tela projetora. O staff que acompanha o evento é composto por um técnico e, claro, por um experiente animador (estilo Jorge Gabriel) que garante que todos os participantes soltem gargalhadas!

Cada equipa recebe um o mais comandos wireless e escolhe um nome de guerra que servirá para identificar a equipa nos rankings. O primeiro jogo de perguntas serve para aquecer e definir táticas entre as equipas de forma a responder o mais rapidamente possível e ganhar o máximo de pontuação por resposta.

Mas atenção! Errar muito rápido é muito penalizador!

Começa o segundo  e depois o terceiro jogo de perguntas num nível de dificuldade superior. Cada equipa está ansiosa pela próxima pergunta e começam os nervos quando a sua equipa não aparece no ranking das 10 melhores...

(Largue o Google que não vale a pena fazer batota. Só tem 10 segundos para responder!)

Escolha a versão “Cultura Geral” ou a versão “Personalizada”

O modelo de jogo assenta em perguntas de cultura geral, de video e foto.

No entanto, existe a possibilidade de tornar o jogo também personalizado.

Team Building: Caça ao Tesouro Lisboa Sintra Porto

team building caa ao tesouro team building caa ao tesouro 1 team building caa ao tesouro 10 team building caa ao tesouro 11 team building caa ao tesouro 12 team building caa ao tesouro 13 team building caa ao tesouro 14 team building caa ao tesouro 15 team building caa ao tesouro 16 team building caa ao tesouro 17 team building caa ao tesouro 18 team building caa ao tesouro 20 team building caa ao tesouro 4 team building caa ao tesouro 5 team building caa ao tesouro 6 team building caa ao tesouro 7 team building caa ao tesouro 8 team building caa ao tesouro 9 team building caa ao tesouro3

As tradicionais actividades de CAÇA AO TESOURO foram transportadas para o universo corporativo, proporcionando uma vivência marcante, com alto grau de comprometimento, e que permite valorizar diversos elementos e competências necessárias para o ambiente de trabalho: INTEGRAÇÃO, SUPERAÇÃO, MOTIVAÇÃO, ESTRATÉGIA, FOCO além de diversão.

Os participantes, divididos em equipes deverão encontrar um tesouro, e para isso deverão decifrar pistas e enigmas, se orientar por mapas e cartas topográficas, utilizar ferramentas como bússolas, chaves e outras para conseguir atingir seu objetivo.
O Tesouro tem diversas possibilidades de configuração, de acordo com os objetivos e recursos da empresa, podendo ser itens simbólicos, brindes, premiações e outros.

Caça ao tesouro em Lisboa, Sintra, Porto e em tudo o Portugal!

Podemos realizar esta actividade em qualquer sítio de Portugal. Peçam-nos uma proposta...

Comunicação Interna

Comunicação Interna

De acordo com a conceituação de Margarida Kunsch, a comunicação interna é um setor planejado, com objetivos bem definidos, para viabilizar toda a interação possível entre a organização e seus empregados, usando ferramentas de comunicação institucional e até da comunicação mercadológica (para o caso do endomarketing ou marketing interno). Portanto, a comunicação interna corre paralelamente com a circulação normal da comunicação que perpassa todos os setores da comunicação, permitindo seu pleno funcionamento.

Segundo Everaldo Santos Silva, autor do livro "Manual de Comunicação Interna - Grandes Resultados, Baixos Custos" Comunicação consiste em "todo o processo de troca de informações entre colaboradores, gerências e supervisão dentro de uma empresa, independente do nível hierárquico, dentro de uma estrutura definida de processo comunicacional.

A comunicação ajuda a construir o futuro e a desenvolver uma visão onde as pessoas participam juntas e se envolvem nos processos de mudança. A comunicação também estimula o sentido de pertencer, o que gera comprometimento por parte dos empregados.

Ainda de acordo com Silva, o processo organizacional visto como parte de um contexto organizacional amplo, necessita de um processo estruturado de comunicação como forma de garantir a eficácia do processo de melhoria do clima organizacional e sentimento de integração do colaborador com a empresa como um todo.

A comunicação interna evidencia a existência de uma comunidade empresarial.

Para o desenvolvimento de uma identidade assente em significados simbólicos e em quadros de referência comuns, um Gestor de Recursos Humanos, neste caso concreto de Pessoas e Competências, deve garantir que o processo de comunicação interna que rege a acção de todos os indivíduos na organização vá no sentido do acto de pôr em comum.

Quanto mais profícua for a comunicação interpessoal (entre colegas, entre chefias, entre chefe e subordinado), grupal (dentro dos departamentos), intergrupal (entre departamentos) e quanto mais envolver toda a empresa, acompanhada de uma comunicação da Missão, Valores, Objectivos Organizacionais e Padrões de Comportamento, mais facilmente a acção de pôr em comum resultante da partilha de significados se consolida, originando os quadros de referência que permitem aos sujeitos interpretar a sua acção e a dos outros na organização.

Os sistemas de informação derivam da perspectiva mecanicista da comunicação e visam garantir a presença de canais formais que permitam que a informação, necessária ao bom funcionamento da empresa, circule de forma ascendente (níveis hierárquicos inferiores para níveis hierárquicos superiores), descendente (níveis hierárquicos superiores para níveis hierárquicos inferiores) e horizontal (entre os mesmos níveis hierárquicos ou entre sujeitos sem relação hierárquica), minimizando a presença de canais informais que estão na origem dos boatos e rumores (os chamados ruídos).

Comunicação Vertical Ascendente

Uma forma de melhorar este tipo de comunicação implica que:

  • exista sempre um clima organizacional que promova a abertura entre todos os seus colaboradores para exprimirem as suas opiniões, sejam elas positivas ou negativas;
  • Reuniões periódicas entre chefias e colaboradores;
  • Avaliações de desempenho objectivas e com bases científicas ao invés de avaliações de desempenho altamente subjectivas;
  • Prémios para os colaboradores que dêem as melhores ideias para o desenvolvimento organizacional;
  • Almoços mensais entre as chefias e os colaboradores;
  • Criação de um e-mail “executive”, onde os colaboradores exponham ideias ou sugestões e, em que as chefias tenham de responder no prazo de uma semana aos seus colaboradores;
  • Políticas de porta aberta.

 

Comunicação Vertical Descendente

A este nível a organização deve ter formas de comunicação que permitam que a sua mensagem chegue sem alterações a todos os níveis organizacionais. De forma a potenciar este tipo de comunicação a organização deve efectuar:

  • Mailings internos para todos os colaboradores.
  • Divulgação da Missão, Visão e Valores da empresa.
  • Divulgação dos Objectivos Organizacionais
  • Intranet, onde estejam todos os tipos de informação e mensagens para todos os colaboradores.
  • Divulgação dos feitos da empresa e dos colaboradores
  • Newsletter interna
  • Coaching

 

Comunicação Horizontal

De forma a potenciar este tipo de comunicação a organização deve efectuar:

  • Jantares e almoços de convívio;
  • Equipas de gestão de projectos;
  • Confraternizações;
  • Jogos de futebol ou outro desporto colectivo;
  • Acções de “Team Building”;
  • Aniversário da empresa.

 

Referências

Blanchard, 2002; cit. por Phelan, S. E. (2001). Do caos à complexidade no planeamento estratégico: Implicações para a teoria e para a prática. In L. Editora RH (Ed.), Empresas, Caos e Complexidade: Gerindo à beira de um ataque de nervos (pp. 9-21). Lisbon.

Floyd, S. W., & Wooldridge, B. (2000). Building Strategy from the middle: Reconceptualizing Strategy Process: Sage Publications, Inc.

Cunha, M. P. e., & Cunha, J. V. d. (2002). Improvisação nas Organizações. In L. Editora RH (Ed.), Manual de Estudos Organizacionais - Temas de psicologia, psicossociologia e sociologia das organizações (pp. 155-166).

Snow, C. C., & Hambrick, D. C. (1980). Measuring organizational strategies: Some theoretical and methodological problems. Academy of Management. The Academy of Management Review (pre-1986). 5(4), 527-538.

Minzberg,1978.

Sítima, Oliveira, & Fernandes, 2005. Sítima, L., Oliveira, F., & Fernandes, V. (2005). Loop - Organizações em Mudança (1sr ed. Vol. 1). Lisbon: Edições Sílabo, Lda. Sítima, Oliveira, & Fernandes, 2005 Sítima, Oliveira, & Fernandes, 2005

Brafman Ori & Rod A. Breckstone, 2008, Editorial Presença, A ESTRELA-DO-MAR E A ARANHA

Collins, Jim (1994) Built to Last Collins, Jim (1994) God to Great

Team Building Lisboa

A nossa actividade mais realizadas é o Team Building ou formação de equipes. O foco do trabalho é voltado para o desenvolvimento do espírito de equipe, com base na comunicação interpessoal. O objetivo é derrubar fronteiras e conduzir os participantes à colaboração e ajuda mútua visando o alcance de resultados.

Os colaboradores participam de dinâmicas que ajudam na identificação e no desenvolvimento do espírito de equipe e liderança através da análise da capacidade de decisão e de motivação, a cada tarefa executada. O sucesso das organizações está diretamente ligado à performance da equipe como um todo. “A capacidade dos talentos da empresa de colocar em prática conhecimentos e habilidades e somarem esforços em prol de um objetivo comum é determinante para elevar a competitividade da empresa”.

O projeto tem início com o levantamento do perfil da organização, metas, visão, missão e valores. Em paralelo é realizado um trabalho de avaliação de perfil dos colaboradores. “Com base nessas informações, elaboramos um projeto customizado que é desdobrado em práticas voltadas para o desenvolvimento da equipe de trabalho”, esclarece.”

O trabalho é dividido em duas diretrizes básicas: foco na estratégia empresarial, onde são discutidos os objetivos e a identidade cultural organizacional e do time, abordando metas, acordos, compromissos. São realizadas actividades para a sensibilização sobre a produtividade de equipes de alta performance e os fatores que impactam o desempenho do time de trabalho. A segunda diretriz é o foco na integração do time. As dinâmicas organizadas enfocam o auto-conhecimento, relacionamento interpessoal, comunicação, conflitos, feedback, complementaridade e sinergia do time, mudança e inovação.


Também podem ser feitos totalmente em inglês.

Podemos realizar esta actividade em qualquer sítio de Portugal. Peçam-nos uma proposta...

Media Center

Media Center

Clientes

Os nossos Clientes

Pesquisar